PLANTAS MEDICINAIS

As plantas consideradas medicinais, contém substâncias bio-ativas com propriedade terapêuticas, profilática e paliativa, conhecidas desde os tempos remotos. Essas plantas são utilizadas pela medicina atual, chamada fitoterápia e suas propriedades são estudadas nos laboratórios farmacêuticos, a fim de isolar as substâncias que lhe conferem propriedades curativas. Muitas destas plantas são venenosas ou tóxicas, devendo ser usadas em doses muito pequenas para terem o efeito desejado. Toda a planta, mesmo alimentícia, pode ser potencialmente tóxica dependendo da dosagem.

PASSE O CURSOR SOBRE A FOTO PARA LER (NÃO CLIQUE)

TEMÁTICA

As plantas medicinais são utilizadas pela medicina atual (fitoterapia). Entretanto, a planta “in natura” ou pré porcessada utilizada pela população sem recomendação médica é uma prática denominada “Medicina Popular” e obviamente tem seus riscos, como a dificuldade em se estabelecer dose, posologia e, em alguns casos, a verdadeira identidade de algumas espécies.

Desta forma, este espaço apresenta o uso das plantas medicinais como alternativa terapêutica e para tanto, deve ser acompanhada por um profissional da saúde.



LED Scroller Generator

As informações aqui contidas não têm caráter de aconselhamento e muito menos de diagnóstico, apenas informativa. Consulte sempre um profissional da saúde para qualquer tipo de informação.

26 de fev de 2011

ERVA MOURA - Solanum nigrum L.T - Propriedades Medicinais - 103


FAMILIA 
Solanaceae
NOME CIENTÍFICO
Solanum nigrum L.T
SINONÍMIA
Solanum americanum Miller
NOME POPULAR
Maria-pretinha, maria-preta, erva-moura, caraxixá, erva-de-bicho,
pimenta-de-galinha (Bahia) solano, arachichu, pimenta-de-galinha
PARTE USADA
Partes aéreas secas.
PRINCÍPIO ATIVO
Alcalóides indólicos
PROPRIEDADES TERAPÊUTICAS
Sedativo e emoliente.
INDICAÇÕES
Utilizado para aliviar o prurido da vulva ou do ânus e para acalmar a coceira no caso de sarna, herpes ou outro tipo de erupções.
DESCRIÇÃO BOTÂNICA
Planta herbácea anual de ate 50 cm de altura. Caule ereto, anguloso, ramificado. Folhas esparsas, pecioladas, geminadas, acuminadas, inteiras ou irregularmente lobadas, verde-escuras, glabras ou pouco pilosas; 
Flores brancas pequenas, de 5 petalas, agrupadas em 6 ou 10, em inflorescencias axilares.  O fruto e uma baga verde, negra quando madura, venenosa, amarga e nauseante. Os frutos maduros são livres de solanina, principal agente tóxico.
As folhas submetidas ao calor também perdem as propriedades tóxicas.

ORIGEM
India. Está difundida em todo o mundo
MODO DE USAR
Uso externo
PRECAUÇÕES
Os frutos verdes, de sabor doce ( bagas ) são tóxicas e não devem ser ingeridas,  embora não causem a morte.
Formatação e pesquisa: Helio Rubiales
Fontes:
Débora Gikovate Barg
pt.wikipedia.org
Plantasquecuram.com.br

Um comentário:

  1. Boa Noite!
    Parabéns pelo post e pelo blog!

    Gostaria de saber se existe alguma pesquisa científica que tenha confirmado esses efeitos medicinais neste post apresentados.

    Grato desde já.

    ResponderExcluir