PLANTAS MEDICINAIS

As plantas consideradas medicinais, contém substâncias bio-ativas com propriedade terapêuticas, profilática e paliativa, conhecidas desde os tempos remotos. Essas plantas são utilizadas pela medicina atual, chamada fitoterápia e suas propriedades são estudadas nos laboratórios farmacêuticos, a fim de isolar as substâncias que lhe conferem propriedades curativas. Muitas destas plantas são venenosas ou tóxicas, devendo ser usadas em doses muito pequenas para terem o efeito desejado. Toda a planta, mesmo alimentícia, pode ser potencialmente tóxica dependendo da dosagem.

PASSE O CURSOR SOBRE A FOTO PARA LER (NÃO CLIQUE)

TEMÁTICA

As plantas medicinais são utilizadas pela medicina atual (fitoterapia). Entretanto, a planta “in natura” ou pré porcessada utilizada pela população sem recomendação médica é uma prática denominada “Medicina Popular” e obviamente tem seus riscos, como a dificuldade em se estabelecer dose, posologia e, em alguns casos, a verdadeira identidade de algumas espécies.

Desta forma, este espaço apresenta o uso das plantas medicinais como alternativa terapêutica e para tanto, deve ser acompanhada por um profissional da saúde.



LED Scroller Generator

As informações aqui contidas não têm caráter de aconselhamento e muito menos de diagnóstico, apenas informativa. Consulte sempre um profissional da saúde para qualquer tipo de informação.

21 de fev de 2011

CAVALINHA - Equisetum giganteum - Propriedades Medicinais - 97







FAMILIA
Equisetaceae
NOME CIENTÍFICO
Equisetum giganteum
SINONÍMIA
Equisetum martii, Equisetum ramosissimum, Equisetum xylochaetum
NOME POPULAR
Cavalinha, árvore-de-natal, cauda-de-raposa, cauda-de-eqüina, cauda-de-cavalo, erva-de-canudo, eqüisseto, milho-de-cobra, pinheirinho, rabo-de-cavalo
PARTE USADA
Brotos tenros
PRINCÍPIO ATIVO
Glicosideos, sílica, saponina, equisetonina, equisitina, palustrina, alcalóides, potássio. Ácidos oxálicos, málico e aconítico.
PROPRIEDADES TERAPÊUTICAS
 Diurético, anti-hipertensivo, calcificante, antiinfeccioso, antiprostático
INDICAÇÕES
Osteoporose, reumatismo, emagrecedor, inchaço pré-menstrual.
DESCRIÇÃO BOTÂNICA
A Cavalinha é uma planta perene e raízes profundas e caules semelhantes ao da cana. Não possui flores e consequentemente, nem sementes.
Suas folhas verticiladas, mas reduzidas a tamanho insignificante. O caule é de cor verde, oco, fotossintético com textura áspera ao tato por causa da presença de silício.
Para sua reprodução assexuada produz cones contendo esporos. Suas hastes podem medir até 2 metros de altura.



ORIGEM
Brasil
MODO DE USAR
Uso Interno
Infusão:
2 colheres de sopa da erva picada em 500 ml de água
 Tomar 2 a 3 xícaras ao dia

Fontes:
pt.wikipedia.org
cantoverde.org
jardineironet.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário