PLANTAS MEDICINAIS

As plantas consideradas medicinais, contém substâncias bio-ativas com propriedade terapêuticas, profilática e paliativa, conhecidas desde os tempos remotos. Essas plantas são utilizadas pela medicina atual, chamada fitoterápia e suas propriedades são estudadas nos laboratórios farmacêuticos, a fim de isolar as substâncias que lhe conferem propriedades curativas. Muitas destas plantas são venenosas ou tóxicas, devendo ser usadas em doses muito pequenas para terem o efeito desejado. Toda a planta, mesmo alimentícia, pode ser potencialmente tóxica dependendo da dosagem.

PASSE O CURSOR SOBRE A FOTO PARA LER (NÃO CLIQUE)

TEMÁTICA

As plantas medicinais são utilizadas pela medicina atual (fitoterapia). Entretanto, a planta “in natura” ou pré porcessada utilizada pela população sem recomendação médica é uma prática denominada “Medicina Popular” e obviamente tem seus riscos, como a dificuldade em se estabelecer dose, posologia e, em alguns casos, a verdadeira identidade de algumas espécies.

Desta forma, este espaço apresenta o uso das plantas medicinais como alternativa terapêutica e para tanto, deve ser acompanhada por um profissional da saúde.



LED Scroller Generator

As informações aqui contidas não têm caráter de aconselhamento e muito menos de diagnóstico, apenas informativa. Consulte sempre um profissional da saúde para qualquer tipo de informação.

11 de jul de 2009

LINHAÇA - Linum usitatissimum L. - Propriedades Medicinais-05

Detalhe da flor
Nuancias da flor

Floração
Plantação de linho (linhaça)

LINHAÇA
FAMÍLIA: Lináceae
NOME CIENTÍFICO: Linum usitatissimum L.
NOMES POPULARES: Linho-da-terra, linho-do-inverno, linho-galego, linho-mourisco
PARTE USADA: Sementes
PRINCÍPIO ATIVO: Lignana, ácidos graxos ômega 3 e ômega 6 (antioxidante)
PROPRIEDADES TERAPÊUTICAS:
LIGNANA:
É um composto fitoquímico que, segundo estudos da atualidade, pode atuar na prevenção do câncer de mama e, por apresentar uma estrutura química similar ao estrógeno, pode ajudar a prevenir os sintomas da menopausa.
Existem duas lignanas: enterodiol e seu produto oxidado, enterolactona. Essas são formadas no trato intestinal pela ação bacteriana sobre precursores da lignana vegetal (Setchell et al., 1981). A linhaça é a fonte mais rica de precursores de lignana (Thompson et al., 1991) e, devido ao fato que o enterodiol e a enterolactona serem estruturalmente similares ao estrogênio, e pela atividade estrogênica fraca e anti-estrogênica, eles podem desempenhar um papel na prevenção de cânceres dependentes de estrogênios. Entretanto, não há nenhum dado epidemiológico e apenas poucos estudos com animais para apoiar esta hipótese. Em roedores, a linhaça demonstrou diminuir tumores do cólon e da glândula mamária (Thompson, 1995) bem como do pulmão (Yan et al., 1998).

ÁCIDOS GRAXOS ÔMEGA 3 E ÔMEGA 6
Se destaca por seu potencial preventivo. Muitos estudos apontam esta gordura como um protetor do coração, já que é um antioxidante com potente ação contra a formação de placas de ateroma, além de reforçar o sistema imunológico, reduzir inflamações, atuar na redução do colesterol total e triglicérides e ainda retardar a coagulação sanguínea.
FIBRAS SOLÚVEIS E INSOLÚVEIS
As fibras, além de regular o transito intestinal prevenindo o câncer de cólon, se destacam por retardar a absorção de glicose e colesterol no intestino.

VITAMINAS
A semente de linhaça apresenta vitaminas: B1, B2, C, E e caroteno.

MINERAIS
Apresenta os minerais ferro, zinco, potássio, magnésio, fósforo e cálcio.
COMPOSIÇÃO NUTRICIONAL ( por 100 g.)
Nutriente Quantidade
>Calorias ..........................333 cal
>Proteínas........................ 22g
>Carboidratos.................. 10,1g
>Gorduras........................ 36,2g
>Fibras ..............................21,94g
>Colesterol......................... 0g
>Ômega 3.......................... 16,51g
>Ômega 6............................ 5,74g
>Vitamina A........................18,47 UI
>Vititamina E..................... 128,2 UI
>Vitamina B1........................0,6mg
>Vitamina B6........................0,86mg
>Vitamina B12..................... 1,65mg
>Potássio................................ 777mg
>Sódio ....................................253mg
>Magnésio........................... 3270mg
>Fósforo............................... 6551mg
>Ferro..................................... 2,2mg
>Cobre................................... 14,4mg
>Zinco.................................... 46,2mg
>Manganês............................ 33,3mg
>Selênio ..................................0,64mg
MODO DE USAR
Duas colheres de sopa (40ml) por dia, batidas ou não no liquidificador, pode ser utilizada de diferentes formas como complemento alimentar da seguinte forma e sem contra-indicações:
Misturando-se em um copo de suco de frutas, ou sobre a fruta, ou com aveia, ou no iogurte, no café da manhã ou no almoço.
No preparo de pães, bolos, biscoitos, saladas, sopas e outros.
Podem usar pessoas de todas as idades (crianças, adolescentes, adultos e idosos), inclusive mulheres grávidas.
PASSE O CURSOR DO MOUSE SOBRE A FOTO PARA LER (NÃOCLIQUE)
OBSERVAÇÃO IMPORTANTE
O consumo ocasiona lnão traz nenhum benefício ao coração.
DESCRIÇÃO BOTÂNICA
Se trata de uma planta anual, pertencente a família das Lináceas, caracterizada por apresentar una altura entre 30 e 130 cm, talos eretos, folhas estreitas e alongadas, alternando entre, verde e verde-claro, lineares o lanceoladas, com três nervuras, podendo chegar a medir até 5 cm de largura. As flores são de cor azul clara, com 5 pétalas. O fruto é uma cápsula globulosa - a cachopa -, contendo de 7 a 11 sementes. Cada planta pode ter dezenas de cachopas.
A semente: é plana e ovalada com borda pontiaguda. Mede tipicamente cerca de 2,5 x 5,0 x 1,5 mm. Tem uma textura lisa, brilhante e sabor agradável que lembra o de nozes. Sua cor pode variar desde o marrom-avermelhado até o amarelo brilhante (dourado), função somente do teor de pigmento de cada variedade ou técnica de cultivo. Quanto mais pigmento, mais escura


Sementes
ORIGEM
De origem asiática, a semente de linhaça é uma das plantas mais antigas da história. Apesar do consumo da linhaça ser relativamente novo na atualidade, esta é uma das sementes oleaginosas mais tradicionais de todos os tempos. É cultivada na Babilônia, Mesopotâmia e Egito há aproximadamente 7.000 anos. (Credido, 2005).
Fonte:
Wikipédia
Egnutri.com.br
Formatação e pesquisa: HRubiales

Nenhum comentário:

Postar um comentário