PLANTAS MEDICINAIS

As plantas consideradas medicinais, contém substâncias bio-ativas com propriedade terapêuticas, profilática e paliativa, conhecidas desde os tempos remotos. Essas plantas são utilizadas pela medicina atual, chamada fitoterápia e suas propriedades são estudadas nos laboratórios farmacêuticos, a fim de isolar as substâncias que lhe conferem propriedades curativas. Muitas destas plantas são venenosas ou tóxicas, devendo ser usadas em doses muito pequenas para terem o efeito desejado. Toda a planta, mesmo alimentícia, pode ser potencialmente tóxica dependendo da dosagem.

PASSE O CURSOR SOBRE A FOTO PARA LER (NÃO CLIQUE)

TEMÁTICA

As plantas medicinais são utilizadas pela medicina atual (fitoterapia). Entretanto, a planta “in natura” ou pré porcessada utilizada pela população sem recomendação médica é uma prática denominada “Medicina Popular” e obviamente tem seus riscos, como a dificuldade em se estabelecer dose, posologia e, em alguns casos, a verdadeira identidade de algumas espécies.

Desta forma, este espaço apresenta o uso das plantas medicinais como alternativa terapêutica e para tanto, deve ser acompanhada por um profissional da saúde.



LED Scroller Generator

As informações aqui contidas não têm caráter de aconselhamento e muito menos de diagnóstico, apenas informativa. Consulte sempre um profissional da saúde para qualquer tipo de informação.

28 de jul de 2009

MORANGO - Fragaria vesca - Propriedades Medicinais - 17

Morango
Flor


Prontos para colheita
Plantação de morangos
MORANGO
FAMÍLIA: Rosaceae
NOME CIENTÍFICO: Fragaria vesca
NOME POPULAR
Morango, morangueiro, morango-silvestre, morangueiro-bravo, fragária, frutilha
PARTE USADA:Fruto, folhas e raiz
PRINCÍPIO ATIVO
Nas folhas há substâncias tânicas e óleo essencial com citral. Os frutos contém ácidos de frutas e sementes não digeríveis, pigmentos e substâncias aromáticas, levemente possuí ácidos gordurosos, enzimas, fermentos, secretinas e vitaminas
PROPRIEDADES TERAPÊUTICAS
Facilita a digestão, combate a gota, reumatismo articular, hemorróidas, perturbações circulatórias, afecções renais, estimulam as funções hepáticas e abrem o apetite. Com o controle de um médico pode ser usado no tratamento de diabetes. Através das folhas e rizomas do morangueiro podem-se combater as inflamações da boca e garganta, catarro intestinal, irritação cutânea, chagas, feridas, ulcerações e diarréias crônicas.
DESCRIÇÃO BOTÂNICA
O morangueiro apresenta folhas compostas por três folíolos verdes, pilosos e de margens denteadas. Suas flores são simples, hermafroditas e geralmente brancas, mas podem ser rosadas. Após a polinização, realizada principalmente por abelhas, elas dão origem ao que chamamos de morango, que é um receptáculo floral desenvolvido, que apresenta superficialmente pequenos pontos verdes ou pretos, estes sim são os frutos verdadeiros.
ORIGEM: Europa e Américas
COMPOSIÇÃO

Quantidade por Porção

% VD (*)

Valor Energético

25,5 Kcal = 106,9 Kj

1

Carboidratos

4,7 g

2

Proteínas

0,7 g

1

Gorduras Totais

0,4 g

1

Gorduras Satur.

0,0 g

0

Gorduras Trans.

0,0 g

0

Fibra Alimentar

nd

0

Cálcio

14,7 mg

1

Ferro

6,0 mg

43

Sódio

nd

0

Fósforo

14,7 mg

2

Vitamina A

nd

0

Vitamina B1

nd

0

Vitamina B2

nd

0

Niacina

nd

0

Vitamina C

nd

0

Valores Diários com base em uma dieta de 2.500 Kcal ou 8.400 Kj seus valores diários podem ser maiores ou menores dependendo de suas necessidades energéticas.
*ND = Não Disponivel


MODOS DE USAR E INDICAÇÕES
1-Inflamações da boca e garganta
Ferver 5 gramas de rizoma de morangueiro em um litro de água, após filtrar. Usar o líquido morno em bochechos e gargarejos várias vezes ao dia.. Rizoma é o aule em forma de raiz, em geral subterrâneo. Ou pode ser aéreo.
2-Cáculo renal
>o suco de morangos espremidos, tomado de manhã, na dose de uma colher das de sopa, alivia as dores e previne a formação de novos cálculos.
> O morango amassado com mel é um bom remédio para os males dos rins.
3-Diurético e adstringente
Colocar um grama de rizoma do morangueiro em uma xícara de água fervente. Filtrar e pode-se adoçar a gosto (mel, mascavo ou melado). Beber em seguida. Repita a dose duas vezes por dia.
4-Catarro intestinal
Ferva em uma xícara de água, duas gramas de rizoma do morangueiro por dez minutos. Filtre o líquido e adoce a gosto. Beber em seguida.
5-Antifebril, anti-reumático e regulador da pressão arterial
Comer seis frutas maduras por dia.
6-Aliviar a irritação da pele causados pelo frio, vento ou sol
Lave e esmague algumas folhas frescas do morangueiro. Aplique em forma de compressa sobre a região da pele que apresenta a irritação.
7-Anemia
razoavelmente rico em ferro, sendo indicada no combate à anemia.
8-Digestivo
O morango é digestivo, pelo que seu uso se recomenda nos casos de dispepsia.
9-Reumatismo e Gota
Em forma de suco
10-Problemas pulmonares
Indicado no tratamento do catarro pulmonar
11-Sardas
Atuação contra as sardas: mistura-se suco de limão com morangos e friccionar sobre a pele. Esse procedimento deve-se ter muito cuidado com o sol, que poderá causar serias lesões em forma de queimaduras causadas pelo limão.
12-Acelerar a cicatrização de feridas
Esmagar umas folhas frescas do morangueiro e estender sobre uma gaze. Aplique a compressa sobre a região atingida.
13-Diarréia crônica
A raiz, em cozimento, é prodigiosa para combater a diarréia crônica



CONTRA-INDICAÇÃO.
>Há pessoas sensíveis ao morango, o que causa-lhes irritação e ardor na pele (urticária). Isso porque o intestino está lesionado e permeável a um tipo de albumina (protease), que quando se introduz no sangue, provoca tais reações (sendo que a origem pode ser hereditária). Para estas pessoas metabolicamente doentes aconselha-se o tratamento médico.
>Em doses altas pode tornar-se desaconselhável para os que sofrem de urticária ou outras moléstias eruptivas de pele (trate com um médico antes de usar o morango).
PRECAUÇÕES
*O morango é uma fruta que absorve em altas doses o agrotóxico aplicado sobre a planta. Extremamente maléfico ao organismo o agrotóxico (veneno) provoca ao longo da vida, câncer ou outras patologias podendo até serem incuráveis
*Dê preferência aos morangos que são cultivados por produtores que não utilizam nenhum tipo de agrotóxico
*Não dê morangos com agrotóxico para crianças pequenas; pois ele está em desenvolvimento e isso certamente trará conseqüências danosas ao organismo.
*Se tiver agrotóxico então não siga nenhuma das receitas acima, nem use morangos.
OBSERVAÇÕES IMPORTANTES
Antes de ser usado, o morango precisa ser cuidadosamente lavado, o que é indispensável de vários pontos de vista. Os horticultores combatem as pragas dos morangueiros com auxílio de compostos de cobre e outros fungicidas e inseticidas venenosos. E pode haver horticultores não esclarecidos ou inescrupulosos, que reguem suas plantações com água poluída. Daí o grande perigo de tifo, paratifo e outras moléstias contagiosas.
+Para maior segurança:
Lave bem os morangos em água corrente durante pelo menos 1 minuto e depois colocá-los numa solução: 1 litro de água com 4 colheres de vinagre durante 20 minutos. Isso apenas amenizará o problema, pois muitos agrotóxicos são "sistêmicos", ou seja, quando aplicados nas plantas circulam através da seiva por todos os tecidos, existem casos onde descascar e lavar frutas não garante a eliminação total dos resíduos de agrotóxicos.

Lave bem as frutas e verduras em água corrente durante pelo menos 1 minuto ou coloque-as numa solução de água (1 litro) com um pouco de vinagre (4 colheres), durante 20 minutos.

Mas lembre-se:
como muitos agrotóxicos são "sistêmicos", ou seja, quando aplicados nas plantas circulam através da seiva por todos os tecidos, existem casos onde descascar e lavar frutas não garante a eliminação total dos resíduos de agrotóxicos. Por isso, o ideal é que sejam cultivados por produtores que não utilizam nenhum tipo de agrotóxico.

Fonte
Wikipédia
www.psleo.com.br
Conceição Trucom é química, cientista, http://www.agrorganica.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário