PLANTAS MEDICINAIS

As plantas consideradas medicinais, contém substâncias bio-ativas com propriedade terapêuticas, profilática e paliativa, conhecidas desde os tempos remotos. Essas plantas são utilizadas pela medicina atual, chamada fitoterápia e suas propriedades são estudadas nos laboratórios farmacêuticos, a fim de isolar as substâncias que lhe conferem propriedades curativas. Muitas destas plantas são venenosas ou tóxicas, devendo ser usadas em doses muito pequenas para terem o efeito desejado. Toda a planta, mesmo alimentícia, pode ser potencialmente tóxica dependendo da dosagem.

PASSE O CURSOR SOBRE A FOTO PARA LER (NÃO CLIQUE)

TEMÁTICA

As plantas medicinais são utilizadas pela medicina atual (fitoterapia). Entretanto, a planta “in natura” ou pré porcessada utilizada pela população sem recomendação médica é uma prática denominada “Medicina Popular” e obviamente tem seus riscos, como a dificuldade em se estabelecer dose, posologia e, em alguns casos, a verdadeira identidade de algumas espécies.

Desta forma, este espaço apresenta o uso das plantas medicinais como alternativa terapêutica e para tanto, deve ser acompanhada por um profissional da saúde.



LED Scroller Generator

As informações aqui contidas não têm caráter de aconselhamento e muito menos de diagnóstico, apenas informativa. Consulte sempre um profissional da saúde para qualquer tipo de informação.

21/08/2009

CANA-DE-AÇUCAR - Saccharum officinarum L - Propriedades Medicinais - 29

Detalhe da flor
Flores
Detalhe da cana
Detalhe do canavial
Canavial
CANA-DE-AÇUCAR
FAMÍLIA: Gramináceas
NOME CIENTÍFICO: Saccharum officinarum L.
NOME POPULAR
Cana . Outros idiomas:Alemão: Rohrzucker, Inglês: sugar-cane, Francês: canne, à sucre, Sânscrito: Ikshava, Espanhol: caña de azúcar
PARTE USADA: Raíz, colmo, folha
PRINCÍPIO ATIVO
Polissacarídeos pécticos, ligninas e ácidos fenólicos, ácidos p-coumárico, ferúlico e sinápico.
Do extrato das raízes foi isolado éter glicosídeo aromático denominado vaniloil-1-O-beta-glucosídeo acetato. Foi isolado também o policosanol, um álcool alifático com alto peso molecular, capaz de diminuir os índices de colesterol em voluntários hipercolesterolêmicos.
O policosanol também foi capaz de prevenir as lesões espontâneas ateros-cleróticas e na isquemia cerebral em animais. O efeito antioxidante do policosanol foi observado sobre a peroxidação lipídica de membrana de fígado.
Além de hipocolesterolêmico, é antiplaquetário e não apresentou efeito tóxico.
PRORPIEDADES TERAPÊUTICAS
Galactogênica, antidiurético (infusão das folhas), diurético (decocção das raizes), hipotensor, antiparasitário
INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS
Distúrbios dos rins, fadiga, estômago, aumentar lactação, insônia, parasitas intestinais, anginas, úlceras da córnea, rachas dos seios, aftas, envenenamento, pneumonia, tuberculose, escarlatina, erisipela, cólera, febres, vômitos da gravidez

Folhas, colmos e flores
Ciclo botânico
Cana
DESCRIÇÃO BOTÂNICA
Os colmos, caracterizados por nós bem marcados e entrenós distintos, quase sempre fistulosos, são espessos e repletos de suco açucarado. As flôres, muito pequenas, formam espigas florais, agrupadas em panículas e rodeadas por longas fibras sedosas, congregando-se em enormes pendões terminais, de coloração cinzento-prateado.
Existem diversas variedades cultivadas de cana-de-açúcar, que se distinguem pela cor e pela altura do caule, que atinge entre 3 e 6 m de altura, por 2 a 5 cm de diâmetro, sendo sua multiplicação feita, desde a antiguidade, a partir de estacas (algumas variedades não produzem sementes férteis). A cana-de-açúcar é cultivada, principalmente, em clima tropical onde se alternam as estações secas e úmidas. Sua floração, em geral, começa no outono e a colheita se dá na estação seca, durante um período de 3 a 6 meses.
ORIGEM:Ásia meridional

COMPOSIÇÃO MÉDIA DA CANA-DE-AÇUCAR
Composição..................................... Teor
Água.............................................. 65 - 75
Açúcares....................................... 11 - 18
Fibras .............................................8 - 14
Sólidos solúveis........................... 12 - 23

PRINCIPAIS CONSTIRUINTES DA CANA-DE-AÇUCAR
Constituintes............................................. Sólidos solúveis (%)
Açúcares.............................................................. 75 a 93
Sacarose.............................................................. 70 a 91
Glicose................................................................... 2 a 4
Frutose.................................................................. 2 a 4

Sais..................................................................... 3,0 a 5,0
De ácidos inorgânicos .......................................1,5 a 4,5
De ácidos orgânicos.......................................... 1,0 a 3,0

Proteínas........................................................... 0,5 a 0,6
Amido............................................................ 0,001 a 0,05
Gomas................................................................ 0,3 a 0,6
Ceras e graxas................................................. 0,05 a 0,15
Corantes................................................................. 3 a 5

COMPOSIÇÃO COMPARATIVA
*Açúcar mascavo
356 calorias, 0,40 g de proteínas, 51 mg de cálcio, 44 mg de fósforo, 4,20 mg de ferro, 0,02 mg de vitamina B1, 0,11 mg de vitamina B2 e 2 mg de vitamina C.
*Açúcar refinado
385 cal e 0,10 mg de ferro.
*Caldo de cana
82 calorias, 0,30 g de proteínas, 13 mg de cálcio, 12 mg de fósforo, 0,70 mg de ferro, 0,02 mg de vitamina B1, 0,01 mg de vitamina B2 e 2 mg de vitamina C.
Fonte: fcr.org.br
INDICAÇÃO E MODO DE USAR

NUTRICIONAL
É um alimento nutritivo e do qual não se perde partícula nenhuma, retardador da fadiga e fonte poderosa de energia, queimando-se parcialmente no sangue, matendo sempre a tensão muscular, sendo que os músculos em ação rejeitam qualquer outro alimento, dando-lhe preferência, mas não basta à alimentação humana, por faltar-lhe o nitrogênio.

TERAPÊUTICO
1. excita a secreção das glândulas salivares e a atividade do estômago.
2. Aumentar a lactação: o suco do colmo da planta, duas vezes ao dia (usado na região amazônica)
3. Distúrbios renais e parasitas intestinas: usado na forma de decocção dos bulbos,
4. Antidiurético: é usada na forma de infusão das folhas,

5. Diurético e hipotensivo: usa-se na forma de decocção das raízes,

6. Insônia: usado na forma de suco do colmo da planta, duas vezes ao dia

7. Outras indicações: é referido na literatura de que a espécie é útil internamente contra resfriados e anginas e externamente, contra úlceras da córnea, rachas dos seios, aftas, envenenamento com arsênico, chumbo e cobre, além de o açúcar servir para combate à pneumonia, tuberculose, escarlatina, erisipela, cólera, febres, vômitos da gravidez

OUTROS USOS
*Indústria farmacêutica, o açúcar entra para corrigir e mascarar o sabor desagradável de certos medicamentos, que se administram em forma de xaropes, elixires, pastilhas, etc.
*O mais simples dos xaropes se prepara somente com água e açúcar.
*Se na água (destilada) do xarope simples, se encontram dissolvidas substâncias adequadas, resultam os xaropes medicinais.
* No lugar da água, pode-se preparar também com infusões e cozimentos de plantas, ou com suco de ervas e frutos, e neste caso o açúcar atua como conservador e evita que entrem em fermentação e se decomponham.
PRECAUÇÕES
A ingestão abusiva pode ter sérias consequências, tais como a constipação do ventre, as afecções das gengivas, a corrosão dos dentes (cáries), a ulceração da boca, assim como os embaraços gástricos e uma super-secreção do ácido úrico.
www.copersucar.com.br,Wikipédia, fcr.org.br, ci-67.ciagri.usp.br, portalsaofrancisco.com.br
br.geocities.com
Formatação e pesquisa:HRubiales

Nenhum comentário:

Postar um comentário