PLANTAS MEDICINAIS

As plantas consideradas medicinais, contém substâncias bio-ativas com propriedade terapêuticas, profilática e paliativa, conhecidas desde os tempos remotos. Essas plantas são utilizadas pela medicina atual, chamada fitoterápia e suas propriedades são estudadas nos laboratórios farmacêuticos, a fim de isolar as substâncias que lhe conferem propriedades curativas. Muitas destas plantas são venenosas ou tóxicas, devendo ser usadas em doses muito pequenas para terem o efeito desejado. Toda a planta, mesmo alimentícia, pode ser potencialmente tóxica dependendo da dosagem.

PASSE O CURSOR SOBRE A FOTO PARA LER (NÃO CLIQUE)

TEMÁTICA

As plantas medicinais são utilizadas pela medicina atual (fitoterapia). Entretanto, a planta “in natura” ou pré porcessada utilizada pela população sem recomendação médica é uma prática denominada “Medicina Popular” e obviamente tem seus riscos, como a dificuldade em se estabelecer dose, posologia e, em alguns casos, a verdadeira identidade de algumas espécies.

Desta forma, este espaço apresenta o uso das plantas medicinais como alternativa terapêutica e para tanto, deve ser acompanhada por um profissional da saúde.



LED Scroller Generator

As informações aqui contidas não têm caráter de aconselhamento e muito menos de diagnóstico, apenas informativa. Consulte sempre um profissional da saúde para qualquer tipo de informação.

28 de ago de 2009

COCO - Cocus nucífera L.- Propriedades Medicinais - 33






Flor

Coco

Coco maduro


Coco verde

Coqueiro
COCO
FAMÍLIA: Arecaceae
NOME CIENTÍFICO: Cocus nucífera, L.
NOME POPULAR
Coco, coco-da-baia coqueiro, Kokospalm (alemão), coco (espanhol), noix de coco (francês), coconut (inglês), palma de cocco (italiano).
PARTE USADA: castanha, água.
PRINCIPIO ATIVO
Acetovanilona, ácido ascórbico, ácido cáprico, ácido caprílico, ácido Cítrico, ácido ferúlico, ácido láurico, ácido mirístico, ácido quínico, ácido succínico, ácido valínico, celulose, chlorina, fitosterol, inositol, tocoferol, vanilina e vitamina E.
PROPRIEDADES TERAPÊUTICAS
Antiinflamatória, calmante, condicionante, emoliente, hidratante, nutritiva, oxidante, protetora das membranas celulares, refrescante, remineralizante, umectante.

1 - Exocarpo ou epicarpo,2 - Mesocarpo,3 - Endocarpo Lenhoso (casquilho), 4 - Endosperma sólido (polpa)
DESCRIÇÃO BOTÂNICA
Planta arbórea, altura em torno de 25m. (coqueiro gigante) copa densa e elegante. Raiz fasciculada (vai a 1,8m. para lados e até 0,6m. para baixo), caule indiviso chamado estipe ou espique, com tufo de folhas (30-35) bem verdes na extremidade. Folha constituída de pecíolo curto e por vários pseudo - folíolos, com 6m. de comprimento e 1-2 anos de vida; As flores, brancas e carnudas, se agrupam em um cacho, constituído de flores masculinas e femininas, inflorescencia axilar em forma cacho com flores globosas. A planta é monóica (órgãos masculinos e femininos na mesma planta). Fruto é drupa com casca (epiderme) lisa, camada fibrosa (mesocarpo) e parte dura (endocarpo). Na sua parte interna encontra-se a amêndoa e a "água-de-coco"
O fruto é recoberto por uma casca lisa, dura e fibrosa, na cor verde, quando ainda não maduro. O fruto também é conhecido como noz-semente, semente. As variedades de coqueiro são: gigante - também chamado de típico, é predominante, tem grande altura, polinização cruzada, fruto verde, cocos destinados à industrialização; anão - representado por tipos com frutos verdes, vermelhos e amarelos, tem autofecundação e frutos destinados ao consumo da água-de-coco e híbrido - proveniente do cruzamento natural ou artificial gigante x anão, não tem informações conclusivas sobre seu material.
ORIGEM
Arquipélago malaio e foi trazido para o Brasil pelos colonizadores, por volta de 1553.
COMPOSIÇÃO
Quantidade por Porção.......................................... % VD (*)
Valor Energético............. 198,3 Kcal = 832,9 Kj............ 10
Carboidratos........................................ nd.......................... 0
Proteínas.............................................. 2,3 g ......................3
Gorduras Totais.................................. nd.......................... 0
Gorduras Satur................................... nd.......................... 0
Gorduras Trans................................. 0,0 g....................... 0
Fibra Alimentar................................... nd.......................... 0
Cálcio.................................................... 8,7 mg.................... 1
Ferro..................................................... 1,2 mg................... 9
Sódio ......................................................nd.......................... 0
Fósforo................................................. 55,6 mg.................. 8
Vitamina A............................................. 0 g........................ 0
Vitamina B1........................................... 0,0268 mg ...........2
Vitamina B2........................................... 0,0201 mg........... 2
Niacina.................................................... nd......................... 0
Vitamina C............................................. 2,68 mg................ 6
* Valores Diários com base em uma dieta de 2.500 Kcal ou 8.400 Kj seus valores diários podem ser maiores ou menores dependendo de suas necessidades energéticas.
*ND = Não Disponivel
Fonte: www.polifruta.com.br
PROPRIEDADES NUTRICIONAIS
Polpa do coco
A massa albuminosa do coco, a polpa, é rica em proteína e vitaminas e pode ser consumida crua, em seu estado natural, ou processada como gordura vegetal, coco ralado e leite de coco, obtido através da prensagem da polpa ralada. Em todas as suas formas, tem vasta utilização culinária e está presente em pratos salgados e doces da cozinha de muitos países, do Oriente ao Ocidente, como Índia, Indonésia e todo o Sudeste asiático; praticamente toda a África e Brasil, principalmente na culinária baiana.
A água é saborosa, hidratante e considerada um isotônico natural por ser rica em sais minerais. A presença do sódio e potássio em sua composição possibilita a recuperação destes minerais perdidos através da urina e, sobretudo, do suor. Sua composição é semelhante a do soro fisiológico, o que a torna eficiente para hidratar a pele, reduzir o colesterol, combater a desidratação, enjôos e também a retenção de líquidos no organismo.
RESUMO DAS PROPRIEDADES TERAPÊUTICAS
INDICAÇÕES
abscessos, abrir o apetite, afecções respiratórias, amaciante da pele, angina, artrite, blenoragia, bronquite, bronquite asmática, calmante, cefaléias, cistite, colesterol, cólicas abdominais, desinterias, desnutrição, diarréias, dores, febre, fortificante dos músculos e das gengivas, furúnculos, hidratante, icterícia, inchaço nas pernas, inflamação do canal da uretra, inflamações dos olhos, irritações gastrointestinais, nefrite, nutriente, repositor de sais minerais, tosse, traqueíte, úlceras gástricas, vermífugo (teníase), vômito na gravidez.
Castanha: úlceras de estômago, inflamações intestinais, artrite, asma, tosse, afecções das vias respiratórias;
*Água-de-coco: hidrantante, enfermidades da bexiga;
*Leite de coco: asma.
*Coco fresco ralado: vermes intestinais;
*Óleo de coco: dor em dentes cariados, além de facilitar sua extração.
INDICAÇÃO E MODO DE USAR
1.Nutritivo; hidratante; refrescante; calmantante : lave muito bem 1 fruto verde em água corrente. Perfure a parte da polpa e introduza um canudo de plástico. Tomar a água do coco.
2.Artrite; reumatísmo; dores musculares; entorses : em um recipiente, coloque 3 xícaras de café de gordura da semente e leve ao fogo. Acrescentar: 1 xícara de café de gengibre picado e 1 xícara de café de pimenta malagueta amassada. Deixar em fogo brando durante 10 minutos. Coar em um pano, de modo que possa espremer o resíduo e espere esfriar. Usar em massagens ou compressas nas partes afetadas.
3.Tosse: Fazer um orifício num coco verde, introduzir mel ou melado, tapar e aquecer o coco em fogo lento até que a polpa se dissolva.
Tomar 1 colher de sopa do xarope resultante, de 3 em 3 horas.
4. Hemorróidas : coloque 3 ou 4 pedaços fatiados da casca fibrosa do fruto em 1 litro de água em fervura . Deixe ferver por 10 minutos e coe. Ainda morno, faça banho de assento, massageando suavemente. A polpa do coco verde age como adstringente nas hemorróidas e o azeite que se extrai do coco é muito bom para aliviar as dores hemorroidais.
5. Diarréias : coloque 1 colher de sobremessa do carvão em pó da casca em 1 xícara de chá de água. Misture bem. Tome 1 xícara de chá após cada evacuação, obtendo melhora, suspenda o tratamento.
6.Enfermidades urinárias: A água de coco pode ser usada como auxiliar no tratamento de todas as enfermidades da bexiga.
7.Asma: Contra os ataques asmáticos, recomenda-se tomar duas ou três colheradas de leite de coco de manhã e de noite. Imediatamente em seguida, toma-se uma xícara de chá de agrião.
8.Inflamações intestinais: As pessoas que sofrem de inflamações intestinais devem comer a massa gelatinosa do coco verde.
9.Tenífugo: Admite-se que a água de coco, batida juntamente com a polpa de coco verde, tomada pela manhã, em jejum (meia xícara) ajudaria a expulsar solitárias. Depois de tomado este “leite”, mastigar um pouco de coco ralado, fresco.
10. Doenças das vias respiratórias: Tomar a infusão das flores do coqueiro com mel.
11. Febre: Durante a febre pode-se tomar água fresca de coco. Não convém tomar gelada.
12. Para amciar e dar btilho nos cabelos : friccione o couro cabeludo com a gosdura da semente. Em seguida, lave os cabelos normalmente. Repita o tratamento, de 2 a 3 veze na semana.
PREPAROS
*Obtenção da gordura da semente : rale a polpa de semente. Coloque em um saco de pano bem fechado, em seguida em uma vasilha com água , leve ao fogo lento, deixando em fervura. O óleo desprende-se e fica sobre a água. Deixe esfriar, a gordura se solidifica na superfície, e deve ser retirada com uma colher. Quando mais madura a semente, maior o a produção de gordura.
* Leite de coco, sem aditivo e sem conservantes : retire a casca dura da semente de 1 coco fresco e com uma faca afiada, remova a pele marrom da polpa. Fatie bem essa polpa e coloque os pedaças fatiados no liquidificador, acrescentando 1 xícara de chá de água. Triture, coe em um pano e esprema obtendo o leite de coco. O resíduo que fica no plano deve ser seco ao sol.
MODO DE CONSERVAR
O fruto inteiro deve ser mantido fechado, até o momento do consumo da seu endosperma líquido da semente. Para o aproveitamento do endosperma ;íquido da semente deve ser retirada a cascafibrosa do fruto e a casca dura da semente. A casca fibrosa do fruto é seca ao sol e armazenda em local seco e venilado. A casca dura da semnte é guardada para ser transforamda em carvão.
CONTRAINDICAÇÕES E PRECAUÇÕES
*A gordura de coco, contém muita gordura do tipo saturada, que contribui para o desenvolvimento da aterosclerose.
*Podem ocorrer eventualmente reações alérgicas e ressecamento na pele com o uso externo, em pessoas sensíveis.
Fontes: www.sebrae.com.br, portalnatural.com.br, polifruta.com.br, portalsaofrancisco.com.br
Wikipédia
Formatação e pesquisa: Helio Rubiales

Nenhum comentário:

Postar um comentário