PLANTAS MEDICINAIS

As plantas consideradas medicinais, contém substâncias bio-ativas com propriedade terapêuticas, profilática e paliativa, conhecidas desde os tempos remotos. Essas plantas são utilizadas pela medicina atual, chamada fitoterápia e suas propriedades são estudadas nos laboratórios farmacêuticos, a fim de isolar as substâncias que lhe conferem propriedades curativas. Muitas destas plantas são venenosas ou tóxicas, devendo ser usadas em doses muito pequenas para terem o efeito desejado. Toda a planta, mesmo alimentícia, pode ser potencialmente tóxica dependendo da dosagem.

PASSE O CURSOR SOBRE A FOTO PARA LER (NÃO CLIQUE)

TEMÁTICA

As plantas medicinais são utilizadas pela medicina atual (fitoterapia). Entretanto, a planta “in natura” ou pré porcessada utilizada pela população sem recomendação médica é uma prática denominada “Medicina Popular” e obviamente tem seus riscos, como a dificuldade em se estabelecer dose, posologia e, em alguns casos, a verdadeira identidade de algumas espécies.

Desta forma, este espaço apresenta o uso das plantas medicinais como alternativa terapêutica e para tanto, deve ser acompanhada por um profissional da saúde.



LED Scroller Generator

As informações aqui contidas não têm caráter de aconselhamento e muito menos de diagnóstico, apenas informativa. Consulte sempre um profissional da saúde para qualquer tipo de informação.

6 de nov de 2009

ARAÇA - Psidium cattleyanum Sabine - Propriedades Medicinais - 65

Araça vermelho e amarelo

Frutos vermelhos
ARAÇA
FAMÍLIA: Myrtaceae
NOME CIENTÍFICO: Psidium cattleyanum Sabine
NOME POPULAR: Araçá; araçazeiro; araçá-verdadeiro
PARTE USADA: Fruto
PRINCÍPIO ATIVO
Vitaminas, ácido fólico e cítrico
PROPRIEDADES TERAPÊUTICAS
Antissética, depurativa, digestiva, refrescante, antihemorrágica, controladora da pressão arterial, sedativa, antioxidante, vermífuga, diurética
anti-herpética (tanto para o herpes labial quanto para o genital, segundo estudos de uma Universidade de Taiwan); anticancerígena
DESCRIÇÃO BOTÂNICA
Planta arbustiva que atinge de 2,50 m a 5,00 m de altura. O tronco tortuoso é revestido por uma casca fina castanho-escura, lisa e sem brilho, que descasca em placas deixando à mostra a casca nova, verde-amarelada. Tem copa arredondada e folhas resistentes e bastante brilhantes. Folhas simples, alternas, coriáceas e glabras, pequenas, medem de 5 a 10 cm de comprimento por 3 a 6 cm de largura, avermelhadas quando jovens
FRUTOS
Os frutos (araçás) são do tipo baga, globos achatados, com coroas, de casca amarela levemente áspera. O interior do fruto varia do amarelo ao branco ou, então, do vermelho ao amarelado, sempre clareando em direção ao centro, adocicada, sendo pouco ácida, suculenta, aromática e adocicada. Contêm muitas sementes reniformes em seu interior
FLORES
As flores são hermafroditas, pequenas, brancas-esverdeadas.
Existem diversas variedades de araçás: rasteiros, arbustivos, arbóreos e trepadores
Os sabores são bastante variados, tendo frutos com sabor de abacaxi, morango, pêra, maracujá e até maçã.
A planta está presente nos mais variados ecossistemas brasileiros: no Cerrado, nos Pampas Gaúchos, na Mata Atlântica, no Pantanal e na Amazônia.
O nome Araçá significa em tupi “fruta que tem olhos”,( A fruta, icá- olhos [alusão ao receptáculo da flor, que todos os frutos do gênero Psidium apresentam] ).
ORIGEM: Brasil (Amazônia), Guianas até São Paulo
COMPOSIÇÃO
Composição química em 100g da polpa
Energia ....................................... 62 kcal
Proteína ........................................ 1,50g
Lipídios ........................................ 0,60 g
Carboidratos.............................. 14,30 g
Fibra ..............................................5,20 g
Cálcio ..................................... 48,00 mg
Fósforo .................................. 33,00 mg
Ferro......................................... 6,30 mg
Retinol ..................................48,00 mcg
Vitamina B1 ............................ 0,06 mg
Vitamina B2 ............................ 0,04 mg
Niacina.................................... 1,30 mg
Vitamina C ......................... 326,00 mg.
MODO DE USAR
*Fruto do araçazeiro, o araçá tem o seu sabor lembrando um pouco o da goiaba, embora seja um pouco mais ácido e de perfume mais acentuado. Tem, também como a goiaba, a polpa macia e cheia de sementes sendo, porem, a maioria de suas variedades comuns menos carnuda
*O óleo extraído de suas folhas é utilizado na medicina tradicional como antidiarreico e muitas vezes é também utilizado como antibiótico, por apresentar forte atividade contra bactérias. Relatos da comunidade falam também de propriedades anti-hemorrágicas.
*As folhas os brotos e os frutos do araçá do campo são adstringentes; suas raízes e cascas são empregadas em decocções para derreia. As cascas do araçá de coroa são usadas para estancar hemorragias em geral.
*As folhas do araçá de flor grande são utilizadas em banhos para aliviar as dores provocadas pela artrite e pelo reumatismo.
*As hemoptises e demais hemorragias, bem como as diarréias, podem ser tratadas com as folhas e cascas de araçá pêra e o araçá miúdo.
Fontes:
frutas.radar-rs.com.br
heltonsaputa.vilabol.uol.com.br
apremavi.org.br
frutas.radar-rs.com.br
llema.com
portalsaofrancisco.com.br
Formatação e pesquisa:HRubiales

Nenhum comentário:

Postar um comentário