PLANTAS MEDICINAIS

As plantas consideradas medicinais, contém substâncias bio-ativas com propriedade terapêuticas, profilática e paliativa, conhecidas desde os tempos remotos. Essas plantas são utilizadas pela medicina atual, chamada fitoterápia e suas propriedades são estudadas nos laboratórios farmacêuticos, a fim de isolar as substâncias que lhe conferem propriedades curativas. Muitas destas plantas são venenosas ou tóxicas, devendo ser usadas em doses muito pequenas para terem o efeito desejado. Toda a planta, mesmo alimentícia, pode ser potencialmente tóxica dependendo da dosagem.

PASSE O CURSOR SOBRE A FOTO PARA LER (NÃO CLIQUE)

TEMÁTICA

As plantas medicinais são utilizadas pela medicina atual (fitoterapia). Entretanto, a planta “in natura” ou pré porcessada utilizada pela população sem recomendação médica é uma prática denominada “Medicina Popular” e obviamente tem seus riscos, como a dificuldade em se estabelecer dose, posologia e, em alguns casos, a verdadeira identidade de algumas espécies.

Desta forma, este espaço apresenta o uso das plantas medicinais como alternativa terapêutica e para tanto, deve ser acompanhada por um profissional da saúde.



LED Scroller Generator

As informações aqui contidas não têm caráter de aconselhamento e muito menos de diagnóstico, apenas informativa. Consulte sempre um profissional da saúde para qualquer tipo de informação.

11 de nov de 2009

LENTILHA - Lens esculenta - Propriedades Medicinais - 68


FAMÍLIA: Fabáceas (sinonímia: Leguminosas)
NOME CIENTÍFICO: Lens esculenta
NOME POPULAR
Lentilha. Lenticela, lentil, lenteja, lentille, lenticchie
PARTE USADA: sementes
PRINCÍPIO ATIVO
Proteínas, amido, fibras solúveis, vitaminas do complexo B, substaâncias antioxidantes, minerais, como ferro, potássio, zinco, sódio, cálcio, magnésio, cobre e iodo
PROPRIEDADES TERAPÊUTICAS
Anemia ferroprivinas, desnutrição e convalescente; Prisão de Ventre,Diabetes, Colesterol, Gravidez
INDICAÇÃO
1.A fibra insolúvel contribui para aumentar o bolo fecal, prevenindo a obstipação e patologias digestivas como síndrome do cólon irritável e diverticulose.
2.Apresenta uma acção benéfica na redução do colesterol plasmático e na regulação dos níveis de açúcar no sangue
3.A ingestão regular de alimentos ricos em fibra, como as Lentilhas, melhora consideravelmente função digestiva e cardiovascular, devido aos teores de folatos e magnésio. O folato ajuda a diminuir os níveis de homocisteína, um factor de risco para a doença cardiovascular e o magnésio melhora a circulação sanguínea e a oxigenação dos tecidos.
4.Fonte considerável de ferro, cujas necessidades estão particularmente aumentadas em grupos de risco da sua deficiência, como as grávidas, lactentes, crianças e adolescentes e, também, mulheres menstruadas, devido às perdas sanguíneas. O ferro é um componente da hemoglobina, molécula responsável pelo transporte de oxigénio dos pulmões para os tecidos e também integra os principais complexos enzimáticos para a produção de energia
DESCRIÇÃO BOTÂNICA
Lentilha é uma planta anual, ereta, herbácea, originária de clima temperado quente e tolerante à seca e com 20 a 50 centímetros de altura. As folhas são constituídas de folíolos de tamanho médio, cor verde-clara. As flores são de cor branca com listas azuladas, hermafroditas (têm os dois sexos na mesma flor) e autoférteis. Em geral, formam-se duas vagens por pedúnculo e uma a duas sementes por vagem. As sementes têm o formato achatado, a superfície lisa com cores mescladas de marrom, verde e alaranjada. As plantas se desenvolvem e produzem bem em condições de clima frio a ameno, solos férteis, ricos em matéria orgânica e com boa disponibilidade de água durante o ciclo da planta, embora apresentem tolerância à seca. A propagação é feita através de sementes, plantadas diretamente no campo. O ciclo da planta varia de 70 a 110 dias, para variedades precoces, e em torno de 140 dias, para as variedades de ciclo mais longo.
A palavra "lente" vem de "lentilha", devido ao formato similar entre o objeto ótico e a leguminosa.
Existem vários tipos de lentilhas, que se diferenciam pela cor: lentilhas verdes, louras, vermelhas ou castanhas, negras, lentilhas laranja
ORIGEM: Ásia
COMPOSIÇÃO
LENTILHAS SECAS E COZIDA
Quantidade 1 xícara
Água (%) ...........................................72
Calorias........................................... 215
Proteína (g)...................................... 16
Gordura (g) ........................................1
Ácido Graxo Saturado (g)............. 0,1
Ácido Graxo Monoinsaturado (g).0,2
Ácido Graxo Poliinsaturado (g).... 0,5
Colesterol (mg) ..................................0
Carboidrato (g)................................ 38
Cálcio (mg)....................................... 50
Fósforo (mg).................................. 238
Ferro (mg)...................................... 4,2
Potássio (mg)................................ 498
Sódio (mg) .......................................26
Vitamina A (UI)............................. 40
Vitamina A (Retinol Equiv.)........... 4
Tiamina (mg).............................. 0,14
Riboflavina (mg) .........................0,12
Niacina (mg).................................. 1,2
Ácido Ascórbico (mg)...................... 0
Fonte: www.emedix.com.br
MODO DE USAR
Cozidas
PRECAUÇÕES
A Lentilha é, ainda, rica em purinas. Um composto cuja ingestão excessiva pode aumentar os níveis séricos de ácido úrico. A ingestão de alimentos ricos em purinas deve ser moderada em indivíduos com hiperuricemia
Fontes:
globoruraltv.globo.com
centrovegetariano.org
alimentacaosaudavel.org
pt.wikipedia.org
portalsaofrancisco.com.br
Formatação e pesquisa:HRubiales

Nenhum comentário:

Postar um comentário