PLANTAS MEDICINAIS

As plantas consideradas medicinais, contém substâncias bio-ativas com propriedade terapêuticas, profilática e paliativa, conhecidas desde os tempos remotos. Essas plantas são utilizadas pela medicina atual, chamada fitoterápia e suas propriedades são estudadas nos laboratórios farmacêuticos, a fim de isolar as substâncias que lhe conferem propriedades curativas. Muitas destas plantas são venenosas ou tóxicas, devendo ser usadas em doses muito pequenas para terem o efeito desejado. Toda a planta, mesmo alimentícia, pode ser potencialmente tóxica dependendo da dosagem.

PASSE O CURSOR SOBRE A FOTO PARA LER (NÃO CLIQUE)

TEMÁTICA

As plantas medicinais são utilizadas pela medicina atual (fitoterapia). Entretanto, a planta “in natura” ou pré porcessada utilizada pela população sem recomendação médica é uma prática denominada “Medicina Popular” e obviamente tem seus riscos, como a dificuldade em se estabelecer dose, posologia e, em alguns casos, a verdadeira identidade de algumas espécies.

Desta forma, este espaço apresenta o uso das plantas medicinais como alternativa terapêutica e para tanto, deve ser acompanhada por um profissional da saúde.



LED Scroller Generator

As informações aqui contidas não têm caráter de aconselhamento e muito menos de diagnóstico, apenas informativa. Consulte sempre um profissional da saúde para qualquer tipo de informação.

17 de fev de 2011

GENGIBRE - Zingiber officinale Roscoe - Propriedades Medicinais - 84






FAMILIA
Zingiberaceae
NOME CIENTÍFICO
Zingiber officinale Roscoe
NOME POPULAR
Gengivre, gingibre, mangarataia, mangaratiá, gengibre-amarelo, gengibre-das-boticas, gengivre , gengibre-de-jamaica, gengibre-africano; Inglês: Ginger; Italiano: zenzero ; Francês: gingembre; Espanhol: jenjibre [dulce], ajengibre, anchoas.
PARTE USADA
Rizoma (raiz)
PRINCÍPIO ATIVO
Óleo essencial rico em terpenos, fenóis (gingerol) responsável pelo sabor ardente, e resinas.
PROPRIEDADES TERAPÊUTICAS
Estimulante gastrintestinal, aperiente, carminativo, tônico, expectorante
INDICAÇÕES
É usada para combater gripes, resfriados, catarros crônicos, tosses, fraquezas do estômago, rouquidão, bronquites, dores reumáticas, nervo ciático e nevralgias. Impede a formação de gases no aparelho digestivo. utilizado no tratamento de enjôos de gravidez e de quimioterapia, em viagens de carro e de barco). Fazer compressa das raízes para as dores externas e chá das raízes para outros males.
COMPOSIÇÃO
 100 g contêm, em média:
Macrocomponentes
Glicídios (g)
4
Proteínas (g)
1
Lipídios (g)
0
Fibras alimentares (g)

Vitaminas
Vitamina A1 (mg)
10
Vitamina B1 (mg)
10
Vitamina B2 (mg)
30
Vitamina B3 (mg)
1
Vitamina C (mg)
4
Minerais
Sódio (mg)
6
Potássio (mg)
264
Cálcio (mg)
51
Fósforo (mg)
78
Ferro (mg)
2
Conteúdo energético (kcal)
31

DESCRIÇÃO BOTÂNICA
Herbácea anual, de cerca de 1,3m de altura, de folhas verdes e flores verde-amareladas, com rizoma muito ramificado e um pouco achatado, de sabor picante e odor aromático.





ORIGEM
A utilização de gengibre na culinária tem suas origens nas mais antigas civilizações. Os chineses já o usavam no Século VI a.C., e os comerciantes árabes, antes do primeiro Século d.C..
O gengibre chegou a Europa vindo do Oriente Médio com as Cruzadas e já era um ingrediente presente em quase todas as receitas de um livro de culinária da corte real inglesa datado de 1390. Os colonizadores espanhóis trouxeram o gengibre para o Novo Mundo no Século XVI.
MODO DE USAR
INFUSÃO
2 gramas da raiz, numa proporção para 100ml de água fervendo – deixar a vasilha tampada durante, pelo menos, 10 minutos; É eficiente para as cólicas menstruais;
DECOCÇÃO
1 colher das de chá da raiz triturada, em 1 xícara das de chá, com água – tomar 4 xícaras de chá durante o dia;
CHÁ
É uma concentração mais fraca, podendo-se adicionar outros ingredientes (mel, limão, etc.)
MASCAR
Usar um pedaço fresco de raiz e mascar (ou deixar, simplesmente na boca), pelo menos, 2 vezes ao dia – ótimo para rouquidão;
CÁPSULA
Tomar 1 cápsula (geralmente de 1 grama), meia hora antes de viajar – para prevenção do enjôo de movimento; se persistir o enjôo, tomar doses menores (cápsulas de 500 mg), a cada 4 horas, mas não ultrapassar 4 gramas no total (para adultos; para crianças, sempre metade das doses);
BALAS
Há no comércio, principalmente em drogarias, balas para aliviar irritações da garganta que, da mesma forma, devem ser consumidas com moderação.

CONTRAINDICAÇÕES
Em doses muito elevada produz gastrite. Como tintura (alcoólico) é desaconselhada por ser irritante gástrico.
Formatação e pesquisa: HRubiales
Fontes:
cantoverde.org
informenews.com
sounatural.com
pt.wikipedia.org

Nenhum comentário:

Postar um comentário