PLANTAS MEDICINAIS

As plantas consideradas medicinais, contém substâncias bio-ativas com propriedade terapêuticas, profilática e paliativa, conhecidas desde os tempos remotos. Essas plantas são utilizadas pela medicina atual, chamada fitoterápia e suas propriedades são estudadas nos laboratórios farmacêuticos, a fim de isolar as substâncias que lhe conferem propriedades curativas. Muitas destas plantas são venenosas ou tóxicas, devendo ser usadas em doses muito pequenas para terem o efeito desejado. Toda a planta, mesmo alimentícia, pode ser potencialmente tóxica dependendo da dosagem.

PASSE O CURSOR SOBRE A FOTO PARA LER (NÃO CLIQUE)

TEMÁTICA

As plantas medicinais são utilizadas pela medicina atual (fitoterapia). Entretanto, a planta “in natura” ou pré porcessada utilizada pela população sem recomendação médica é uma prática denominada “Medicina Popular” e obviamente tem seus riscos, como a dificuldade em se estabelecer dose, posologia e, em alguns casos, a verdadeira identidade de algumas espécies.

Desta forma, este espaço apresenta o uso das plantas medicinais como alternativa terapêutica e para tanto, deve ser acompanhada por um profissional da saúde.



LED Scroller Generator

As informações aqui contidas não têm caráter de aconselhamento e muito menos de diagnóstico, apenas informativa. Consulte sempre um profissional da saúde para qualquer tipo de informação.

18 de fev de 2011

GERGELIM - Sesamum indicum - Propriedades Medicinais - 85


 


FAMILIA
Padaliáceas
NOME CIENTÍFICO
Sesamum indicum
NOME POPULAR
 jerxelim, gingilim
Portugal: matuta, ocota, gergelim, gingelim, gerzelim, jorgelim.
Espanha.: sésamo, ajonjolí, aljonjolí, ajonjolé, alegria, jijirí, haholí.
França: sésame, Inglaterra: sesame
PARTE USADA
Existem três tipos de sementes de gergelim: as de cor branca, marrom e preta, sendo que a última apresenta mais características medicinais. O óleo de gergelim comumente utilizado é composto das três variedades.
PRINCÍPIO ATIVO
Lipídios (Lectina), mucilagens, proteínas, vitaminas E, B1 e B2, minerais e oligoelementos diversos.
PROPRIEDADES TERAPÊUTICAS
Tonifica o fígado e os rins. Umedece os cinco órgãos. Fortalece os tendões e os ossos. Tonifica o estômago e os intestinos
Clareia a visão. Refresca o sangue. Libera os efeitos tóxicos do calor. Tônico geral, principalmente após hemorragias
Fortalece os membros inferiores. Combate dores lombares e de joelhos, impotência sexual; reumatismos
Evita a queda e branqueamento precoce dos cabelos.
COMPOSIÇÃO
As sementes gergelim são pequenas, achatadas, coloração variando do branco ao preto; os teores médios dos componentes encontrados em 100 g. de grão são: (5,4%), calorias (563), proteínas (18,6), óleo (49,1%), carboidratos totais (21,6%), fibras totais (6,3%), cinzas (5,3%), cálcio (1.160mg), fósforo (616mg), ferro (10,5mg), sódio (60mg), potássio (725mg), vit. A (30 UI), tiamina (0,98mg), riboflavina (0,23mg), niacina (5,4mg); 1.000 sementes pesam, em média, 2,59 gramas.
DESCRIÇÃO BOTÂNICA
Planta herbácea da família das Padaliáceas, que atinge até 1,5 m de altura. As flores são brancas, rosa ou púrpura. Os frutos são cápsulas pubescentes que contém várias sementes achatadas de 2 a 5 mm de comprimento, que normalmente tem cor castanha; embora também existam brancas, vermelhas ou pretas, segundo as variedades.
Ficheiro:Koeh-129.jpg
ORIGEM
Amplamente cultivado nos países do Oriente Médio e na Índia de onde é originário. Atualmente, a sua cultura estende-se a outras regiões tropicais e subtropicais da América, da África e dos países mediterrâneo
MODO DE USAR
Normalmente na culinária
CONTRAINDICAÇÕES
Não consta na literatura
Formatação e pesquisa: HRubiales
Fontes:
aboissa.com.br
pt.wikipedia.org
cantoverde.org

Nenhum comentário:

Postar um comentário