PLANTAS MEDICINAIS

As plantas consideradas medicinais, contém substâncias bio-ativas com propriedade terapêuticas, profilática e paliativa, conhecidas desde os tempos remotos. Essas plantas são utilizadas pela medicina atual, chamada fitoterápia e suas propriedades são estudadas nos laboratórios farmacêuticos, a fim de isolar as substâncias que lhe conferem propriedades curativas. Muitas destas plantas são venenosas ou tóxicas, devendo ser usadas em doses muito pequenas para terem o efeito desejado. Toda a planta, mesmo alimentícia, pode ser potencialmente tóxica dependendo da dosagem.

PASSE O CURSOR SOBRE A FOTO PARA LER (NÃO CLIQUE)

TEMÁTICA

As plantas medicinais são utilizadas pela medicina atual (fitoterapia). Entretanto, a planta “in natura” ou pré porcessada utilizada pela população sem recomendação médica é uma prática denominada “Medicina Popular” e obviamente tem seus riscos, como a dificuldade em se estabelecer dose, posologia e, em alguns casos, a verdadeira identidade de algumas espécies.

Desta forma, este espaço apresenta o uso das plantas medicinais como alternativa terapêutica e para tanto, deve ser acompanhada por um profissional da saúde.



LED Scroller Generator

As informações aqui contidas não têm caráter de aconselhamento e muito menos de diagnóstico, apenas informativa. Consulte sempre um profissional da saúde para qualquer tipo de informação.

14 de fev de 2011

GINSENG - Panax ginseng - Propriedades Medicinais - 79




Planta com a raiz

Raiz
FAMILIA
Araliaceas
NOME CIENTÍFICO
Panax ginseng C. A Meyer
NOME POPULAR
Português: ginseng-coreano, ginseng-vermelho; Espanhol: ginseng rojo; Francês: ginseng; Inglês: ginseng
PARTES USADAS
Raiz, a partir do 5° ano, quando seus princípios ativos estão completos.
PRINCÍPIO ATIVO
Glicosídeos, ferro, fósforo, manganês, magnésio, alumínio, cálcio, potássio, vitaminas B, D e E e saponinas
PROPRIEDADES TERAPÊUTICAS
Antidepressivo, tonificante, ansiolítica, age nos sistemas cardiovascular e reprodutor. É anti-estressante, combate a impotência sexual, disfunção erétil e frigidez feminina, e insuficiência hormonal.
INDICAÇÕES
Acelera o processo enzimático do glicogênio e da glicogenólise, aumenta a produção de ATP (adenosina trifosfato) substância de grande ação energética celular. Tem efeito anabolizante, aumenta a síntese das proteínas, estimula a produção de sangue (hematopoiese) na medula óssea. Tem efeito vasoregulador, ajudando a normalizar a pressão arterial. Seus efeitos afrodisíacos são conhecidos à milênios. Aumenta a capacidade sexual, melhorando a freqüência da ereção masculina e favorecendo ainda, a produção de espermatozóides, estimulando os gânglios sexuais de ambos os sexos. Aumenta ainda a produção hormonal. Atua no estado de hiperglicemia potencializando a ação da insulina.
É tanto estimulante como relaxante do sistema nervoso central (SNC), semelhante à adrenalina.
DESCRIÇÃO BOTÂNICA
É uma planta herbácea perene, de folhas verdes e flores brancas ou rosadas, dispostas em umbelas (palma). Seus frutos são pequenos e vermelhos. A raiz é carnosa, de cor acinzentada ou branca, medindo de 10 a 15 cm. e tendo um peso médio de 200 g.

 
A raiz do ginseng vem sendo utilizada ininterruptamente tem mais de 1000 anos na China, pelas suas propriedades tonificantes. Foi introduzida na Europa a partir do século XVIII e tem sido objeto de numerosos estudos científicos, em função das suas extraordinárias virtudes.
O seu nome científico, Panax, vem do grego pan(todo) axos(cura). Para os chineses, o ginseng é uma autêntica panaceia, curando uma grande variedade de patologias.

ORIGEM
É originária das zonas geladas e montanhosas da China, Japão, Coréia e Nepal.
MODO DE USAR
DECOCÇÃO
 3 g de raiz em 20 ml de água. Ferver durante 10 minutos, esfriar, coar e tomar até a hora do almoço, pois após, pode tirar o sono de algumas pessoas.
EXTRATOS
20 gotas, 3 vezes ao dia.
O extrato de ginseng tem efeito estimulador da hemotopoiese, aumentando a atividade na medula óssea e do hematócrito
CONTRAINDICAÇÕES
Não é indicado durante gravidez, caso de pressão alta e com terapia anticoagulante e menopausa.
PRECAUÇÕES
Doses altas produz gastrite.
Tintura (alcoólica) é desaconselhável por ser irritante estomacal.
Formatação: HRubiales
Fontes:
pt.wikipedia.org
Cantoverde.org
Naturezacelestial.wordpress.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário