PLANTAS MEDICINAIS

As plantas consideradas medicinais, contém substâncias bio-ativas com propriedade terapêuticas, profilática e paliativa, conhecidas desde os tempos remotos. Essas plantas são utilizadas pela medicina atual, chamada fitoterápia e suas propriedades são estudadas nos laboratórios farmacêuticos, a fim de isolar as substâncias que lhe conferem propriedades curativas. Muitas destas plantas são venenosas ou tóxicas, devendo ser usadas em doses muito pequenas para terem o efeito desejado. Toda a planta, mesmo alimentícia, pode ser potencialmente tóxica dependendo da dosagem.

PASSE O CURSOR SOBRE A FOTO PARA LER (NÃO CLIQUE)

TEMÁTICA

As plantas medicinais são utilizadas pela medicina atual (fitoterapia). Entretanto, a planta “in natura” ou pré porcessada utilizada pela população sem recomendação médica é uma prática denominada “Medicina Popular” e obviamente tem seus riscos, como a dificuldade em se estabelecer dose, posologia e, em alguns casos, a verdadeira identidade de algumas espécies.

Desta forma, este espaço apresenta o uso das plantas medicinais como alternativa terapêutica e para tanto, deve ser acompanhada por um profissional da saúde.



LED Scroller Generator

As informações aqui contidas não têm caráter de aconselhamento e muito menos de diagnóstico, apenas informativa. Consulte sempre um profissional da saúde para qualquer tipo de informação.

19 de fev de 2011

TAIUIÁ - Cayaponia tayuya Mart - Propriedades Medicinais - 88

 

FAMILIA
Cucurbirtaceae
NOME CIENTÍFICO
Cayaponia tayuya Mart
NOME POPULAR
Caiapó, purga-de-gentio, abobrinha-do-mato
PARTE USADA
Raizes
PRINCÍPIO ATIVO
PROPRIEDADES TERAPÊUTICAS
Analgésica, diurética, depurativa, antinflamatória, cicatrizante, emoliente, antioxidante e antireumática
INDICAÇÕES
Energéticos, reumatismo, dermatoses, eczemas, herpes, hidropsia, amenorréia, sífilis, epilepsia.
DESCRIÇÃO BOTÂNICA
A Taiuiá brange cinco espécies diferentes, todas com propriedades medicinais. É uma trepadeira alta de caule julcado, com raiz tuberosa, esponjosa e amarela. Cresce  normalmente até 2 metros de altura e apresenta um caule de cerca de 20 cm. de diâmetro. Suas flores são dispostas em partículas e frutos em forma de vagem.
ORIGEM
Originada do Brasil, predominando dos esrtados do Amazonas, Mato Grosso e região do nordeste.
MODO DE USAR
Uso Interno:
Decocção
Colocar 10 g. de raízes de taiuiá em 1 litro de água. Ferver tudo por cerca de 20 minutos.
Filtrar o líquido (chá) e beber 4 xicaras por dia
Uso Externo
Óleo de taiuiá: Usar como massagem nas dores ciáticas.
Eczema:
Banhar a região afetada com o líquido da decocção. Logo após usar o óleo
 Formatação e pesquisa: HRubiales
pt.wikipedia.org
naturezacelestial.wordpress.com
cantoverde.org

Nenhum comentário:

Postar um comentário